-> Drogas e Gravidez


Drogas e Gravidez

      A gravidez juvenil é, atualmente, um tema de muita relevância e tem sido apontado como ponto estratégico para ações de políticas públicas em saúde.

      Neste sentido, algumas informações de auxílio, no que se refere ao uso de álcool e outras drogas na gravidez, podem ser importantes e necessárias para que o (a) jovem possa se apropriar do conhecimento e com isto adotar algumas atenções e cuidados próprios a esta fase.

      A gravidez pode ser entendida como uma fase que compreende alterações importantes, tanto para a mulher gestante como para o bebê. Sendo assim alguns comportamentos e hábitos devem ser repensados a fim de que sejam evitadas algumas complicações. O uso de drogas neste período é, por exemplo, um dos aspectos que merecem atenção.

      Com relação ao uso de álcool e tabaco é importante dizer que o uso durante a gestação pode causar problemas ao bebê, como: atrasos no desenvolvimento físico e mental.

      O álcool pode ainda provocar a síndrome alcoólica fetal que, além de resultar em má formação de alguns órgãos vitais, é considerada a causa mais comum de retardo mental infantil de natureza não-hereditária, provocando, assim, lesões irreversíveis no sistema nervoso do feto.

      Quanto ao tabaco (cigarro), os filhos de mulheres fumantes nascem abaixo do peso, vindo a sofrer futuramente de problemas respiratório.A fumaça do cigarro contém monóxido de carbono que, tanto no sangue materno quanto no fetal, pode reduzir a capacidade de transporte de oxigênio para o feto. Durante a gravidez o bebê acaba recebendo sustâncias tóxicas do cigarro através da placenta. A fumaça contém nicotina, que causa alterações do coração e artérias. Age também sobre as glândulas supra-renais, que acabam liberando maior quantidade de adrenalina, causando um aumento na pressão arterial, na freqüência dos batimentos cardíacos. Outros possíveis problemas são a ruptura precoce da bolsa d´água e a suscetibilidade do bebê evoluir com insuficiência cardíaca antes do parto.

      As drogas prejudicam o bebê durante a gestação. Principalmente certas substâncias como a cocaína, que atravessa rapidamente a placenta, vindo a causar efeitos sobre o feto (por exemplo, hipertensão). O recém-nascido pode ainda nascer prematuro, com malformações congênitas (deformidades) e sofrimento fetal (falta de oxigênio). Na maioria das vezes, o uso dessas sustâncias provoca a morte do bebê.

      Quanto à cafeína, o uso excessivo pode causar deformações e partos prematuros. Mães que amamentam não devem tomar cafeína em excesso - lembrando que a cafeína também está presente na coca-cola, chá-preto, chocolate, chimarrão.  

      Milhões de mulheres são expostas diariamente aos inalantes, em seus locais de trabalho. Os inalantes apresentam maior incidência de alterações relacionadas ao sistema reprodutor, como: aumento de risco de aborto espontâneo, riscos de defeitos no sistema nervoso central do feto, relatos de malformações.

      A maconha é uma das sustâncias ilícitas mais consumidas no mundo. Mesmo que o uso da maconha na gestação, não cause malformações ou alterações do peso e tamanho ao nascimento já foram relatadas e observadas complicações cognitivas, comportamentais e de conduta, entre os indivíduos expostos á sustância durante a gravidez.

      O uso dos chamados opiáceos (também conhecidos como narcóticos) por mulheres grávidas é preocupante, podendo ocasionar partos prematuros.

      Outro uso que não deve ser ignorado é o de  anfetaminas, o qual  é contra indicado durante toda a gestação e amamentação, pois essas drogas atravessam a barreira placentária e o leite materno.


      Bibliografias consultadas:

      http://www.einstein.br/alcooledrogas
      http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/030602_nicotinaebc.shtml
      http://www.msd-brazil.com/msd43/m_manual/mm_sec22_247.htm
      http://www.widesoft.com.br/users/lia/gravidez/drogasremedios.html
      http://www.acessa.com/viver/arquivo/psique/2004/07/19-gravidez/
      http://www.unifesp.br/dpsicobio/cebrid/quest_drogas/drogas_estimulantes.htm



..:Página Principal:..